quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Povos de Angola

===== B") --- "ANGOLA -DATAS E FACTOS - 2º Volume (1652/1837) ===

== 1655 - "Os holandeses, já instalados no CABO DA BOA ESPERANÇA, prosseguem o seu avanço pelo interior, além do rio QUEI e,para o norte,em busca do REINO DE MONOMOTAPA.
Contactam com outros povos, em especial os BOCHIMANES (BUSHMEN, BOSJEMANS ou ainda BOSHEMEN),designação que significa "Homem dos Bosques", conhecidos ainda pelos portugueses por "BOSQUÍMANOS", com certas analogias aos, já detectados anteriormente, mais ao sul e leste, HOTENTOTES, que os perseguiram.
Efectivamente já haviam sido contactados muito antes pelo portugueses, talvez,ainda quando BARTOLOMEU DIAS chegara à ANGRA DOS VAQUEIROS, no extremo sul do continente africano, ou mesmo antes, por DIOGO CÃO, quando alcançou o sul de ANGOLA !
Havia(ou ainda há)dúvidas quanto às suas origens,bem como as dos Curocas, de que são ascendentes, sendo várias as opiniões surgidas :
"...enquanto uma os quer afins dos Bergdamas do sudoeste Africano, a outra considera-os resultado do mestiçamento de Bosquímanes e Hotentotes com Mucuissis -- uma relativa população negra semi-nómada situada a ocidente da Serra da Chela..." -- (em : "ALGUNS VELHOS E NOVOS CONCEITOS SOBRE OS POVOS NÃO BANTOS DE ANGOLA", de ANTÓNIO DE ALMEIDA,pg.179)incluída na obra : "ANGOLA - Curso de Extensão Universitária - Ano Lectivo 1963/4, da Universidade Técnica de LISBOA.

== 1655 - OS Bosquímanos eram os sobreviventes dos povos da Idade da Pedra, já no seu último período, sendo aparentados com os Hotentotes, com base em aspectos linguísticos,mas sendo de estatura inferior à destes, contactados mais tarde, talvez seus descendentes com pré-bantos (Hamitas ?).
-- ... "Ainda não foi determinado com exactidão o verdadeiro parentesco entre Bosquímanos e Hotentotes; têm muitos pontos comuns, quer linguísticos, quer físicos, sendo a principal diferença entre eles o tipo de economia"...- (em : ÁFRICA AUSTRAL", de BRIAN FAGAN, pg. 32 - 1972).

== 1655 - Vejamos,em resumo, como se apresentava a situação desses antigos povos e onde existiam duas diferenças rácicas principais : -

A) - Povos pré-históricos - Paleolíticos, Mesolíticos e Neolíticos.

-- 1) - RAÇA KHOISANE - palavra que resulta dos termos "KHOIN-KHOIN", respeitante aos Hotentotes e "SAN", referente aos grupos Bochimanes, (o que significa "homem"). Assim : "KHOISANE" quer dizer - raça Hotentote-Bochimane. Nestes incluem-se ainda os pequenos múcleos de "KEDES" (MUQUEDES) da zona do CUANHAMA(KUANYAMA), da OMUPANDA e na MUPA.
Os seus antepassados são também designados "BOSKOPOIDES" (localizados em FLORISBAD por BOSKOP). Ocupavam todo o território, antes da chegada da raça negra no século XIII, desde o extremo sul da ÁFRICA até ao sudoeste, tendo características próprias, bem diferenciadas dos Negros.

-- 2) - RAÇA NEGRA : - Há que distinguir os dois grupos : PRÉ-BANTOS (NÃO BANTOS) e os BANTOS, com origens no ALTO NILO, zona dos GRANDES LAGOS, bem no interior da ÁFRICA, donde se dirigiram em avanços para o sul em sucessivas vagas, algumas ainda recentes.
Já mencionámos no 1º volume desta obra (pg.9 e 10), a sua origem e a do termo "BANTO" (BANTU), ou seja, : BA-NTU, em que o radical "NTU" significa "ser humano"("homem", "pessoa"). MUTU (MUNTU)tem o plural "BANTU". Os SANTOS constituíam a grande maioria dos povos do REINO DO CONGO e de outros Reinos. Eram os "BANTOS OCIDENTAIS" e teriam quase eliminado os outros povos,NÃO BANTOS,seus antecessores, quando da sua invasão : - teriam avançado pelo MEDITERRÂNEO e daí passaram ao norte de ÁFRICA, talvez +ela zona de GIBRALTAR, ou vindos da ÁSIA (Caucasóides), pelo SUEZ para a ETIÓPIA ou EGIPTO.

Apenas restaram algumas manchas de CUISSIS, que eram negros pré-bantos, refugiando-se na zona desértica do NAMIBE(NAMIB). Foram designados de "VATWA" (Vátuas), termo depreciativo, significando "errantes" ou MUCUISSOS, bem assim como ainda aos seus descendentes CUROCAS(COROCAS), ou OVA-ZOLOTWA, que significa "errantes negros", ou no BAIXO CUROCA, de "MUCUEPES" -- "KWEPES" -- ('KWAI/TSI ou VAKUEPE), residentes no deserto do NAMIBE, na zona de ONGUAIA e MACALA.

-- Os BOCHIMANES(BOSQUÍMANOS) são ..."os mais extraordinários e notáveis(caçadores) entre todos os povos indígenas de ANGOLA" ...(em "OUTRAS TERRAS,OUTRAS GENTES", de HENRIQUE GALVÃO, pg. 425).

Reside em ANGOLA, entre as vertentes da SERRA DA CHELA às margens do rio CUBANGO, o mais importante ramo da família BOCHIMANE : "... são os IKUNG. Foram derrotados e perseguidos pelos Hotentotes, Bantos e pelos europeus, para o deserto do KALAHÁRI.
Os autênticos BOCHIMANES (amarelos)são os BACANCALS (- MUCANCALA - é o plural de VA-CANCALA, ou ainda OVA-KWANKALA),residentes na região compreendida entre o paralelo 15º e a fronteira, e ainda entre o rio CUBANGO, margens da "MULOLA DO TCHIMPORO" e o ocidente do planalto da OYLLA. São também os BASSEQUELES (MUCUASSEQUELES) e ainda, no SE de ANGOLA, os ditos "pretos" a que pertencem os CAZAMAS. Designados ainda aqueles por CASSEQUELES, BACASSEQUELES ou CAMUSSEQUELES, situados a leste do rio CUBANGO. Instalavam-se nas zonas com cursos de água durante os períodos em que não havia chuvas e em simples abrigos.

MUCUANCALA, deriva de mukua (gente) e Nkala (caranguejo) ou ONKALA, usados como depreciativos.
MUCUASSEQUELES deriva de ; mukua + sequele (porco espinho), também como depreciativo, e ambos designados ainda por "KHUN", na sua própria língua.

-- Os BANTOS generalizaram essa designação a todos os KHOISAN : HOTENTOTES e seus descendentes.
-- Os CAZAMAS(MUCUAZAMAS) e CACUENGOS (MUCUENGOS), residentes no Sudoeste de ANGOLA, ditos "KHWE" (HUKWE ou KWERI)eram talvez descendentes dos Pré-Bantos. A diferença entre os BOCHIMANES e os CUISSIS é que estes,ditos também MUCUISSIS, são provavelmente descendentes da RAÇA NEGRA,e,por sua vez, os ascendentes dos MUCUEPES (CUROCAS), como vimos.
-- MUCUISSO deriva de MOCOISSE (mestiço com alguma raça primitiva e quase desaparewcida). Também lhes chamam "MUKUA-MATARI", o que significa ..."a gente das pedras"...,seu refúgio habitual ! Os BANTOS chama aos MUCUISSOS do deserto do NAMIBE, ao sul do rio BERO ("rio dos Mortos"), de `´ATUAS, ou seja o plural de "MUTUA", significando "expulsos" e em que : "VA-TWA", o VA ou OVA é o prefixo plural e TWA traduz..."levar diante de si"...,ou seja, "expulsar". Constituem os grupos COROCAS (OVA KHEPE, ou VAKUEPE) e os CUISSES (OVA KWISI ou VAKUISI).

-- Os NEGROS designam os BOCHIMANES de "VÁTUAS - VERMELHOS) e os CUISSIS de "VÁTUAS NEGROS" !
-- Os BOCHIMANES existemm tambem fora de ANGOLA. Foram assim baptizados pelos "BOERS" (palavra holandesa que significa "camponeses"), quando do seu avanço a partir do CABO DA BOA ESPERANÇA para o norte e sudoeste, onde tiveram de os enfrentar por diversas vezes. São conhecidos, como vimos, por CUANCALAS (OVA-KWANCALA), sendo pois anteriores aos povos Bantos. Mas, antes deles ainda existiam outros povos no sul de ÁFRICA, os pré-Bantos, desconhecendo-se o seu destino.

-- Os BOCHIMANES (BOSQUÍMANOS, BUSHMEN ou OVA-CONGOLO), podem mesmo ter descendido dos "homens de Grimmald", negróides, efectuando um percurso,(há 5 mil anos) a partir da ÁSIA CENTRAL, MONGÓLIA, civilizações já mencionadas no "RIG VEDA", o mais antigo livro do mundo, atravessando a RÚSSIA, SOMALIA, ou pelo EGIPTO (os Zindjis), ou ainda pelo MEDITERRÂNEO até ESPANHA, GIBLALTAR e norte de ÁFRICA, refugiando-se depois para o sul ("Bush"), talvez à cerca de 2.000 anos, empurrados pelos invasores BANTOS para o sul do lago TANGANICA e bacias do ZAMBEZE (LIAMBEJE), do CONGO (ZAIRE), para o deserto do CALAARI e do sudoeste angolano mais tarde ainda pelos europeus.
- É provável que os BOCHIMANES - ..."se tivessem deslocado para sul provindos do Norte do Tanganica, passando pela ponta norte do lago Niassa e pelo extremo sul do lago Tanganica e,daí,para sul, através do deserto de Calaari e ao longo da bacia Zambeze-Congo, para o Sudoeste de Angola"... -- em "ÁFRICA AUSTRAL", de BRIAN FAGAN, pgs. 47/48).
-- Tinham pele acobreada e carapinha, baixa estatura, contrariada com a corpulência dos "homens de Grimald". Foram expulsos para o deserto.
-- "BUSH" é a zona arborizada, que vai desde o sul de BENGUELA-A-VELHA, ao sul das TERRAS ALTAS DA HYLA, englobando uma parte do deserto do NAMIBE, mais na zona litoral (ANGRA DAS ALDEIAS e MANGA DAS AREIAS), região do CABO NEGRO, com deserto absoluto na zona mais ao sul até às margens do rio CUNENE e ainda mais além do mesmo rio até ao CABO DA BOA ESPERANÇS, deslocando para o leste, costa oriental africana, subindo depois a norte e oeste, zona do sudoeste.

-- Os HOTENTOTES "misturaram-se" com os negros ou podem ter sido ainda "originados" pela mestiçagem dos BOSQUÍMANOS com antigos Hamitas (CAMITAS), pigmeus ou outros, ou seriam já o resultado de cruzamentos com os BOCHIMANES (os "OVA-KEDE"). Foram absorvidos ou repelidos para o sul, refugiando-se na zona desértica, no BAIXO CUNENE.
Os residentes do litoral alimentavam-se então de peixes, moluscos e de produtos silvestres, ou mesmo das suas raízes.Os residentes no interior eram pastores nómadas, mas com grandes manadas de bois de enormes chifres e de rebanhos de carneiros, alimentando-se dos seus produtos, da caça, de raízes e frutos selvagens.
Assim, os agrupamentos, muito posteriores, existentes no NAMIBE, eram divididos em 4 agregados : -- CUVALES (ou DOMBES) , os mais numerosos, nas zonas dos rios BERO, GIRAÚL e VINTIAVA; -- os CUANHOCAS, no rio COROCA (CUROCA); -- os CUEPES e os CUISSOS (estes Pré-BANTOS), tanbém conhecidos por CUISSIS ou MUCUISSOS.

O deserto do NAMIBE fica situado desde o norte do rio CUNENE, entre a SERRA DA CHELA e a costa litoral,até ao DOMBE GRANDE (rio COPOROLO), prolongando-se pela zona da costa litoral para o sul até à zona do deserto do KALAÁRI(KALAHARI), mas estreitando-se de sul para o norte, em vez do sentido oposto.
Era habitado desde a pré-história(período Paleolítico), conforme justificam as pinturas e gravuras rupestres do CHITUNDULO (CITUNDU-HULU, ou TCHITUNDU-HULO), no Sudoeste de ANGOLA, em BRÚTUEL e na mulola do TCHIPOPILO (CAMUCUIO),no deserto do NAMIBE, na margens do rio CUNENE, no curso superior do rio ZAMBEZE e ainda na QUIBALA(PEDRA QUISSANGE). Foram atribuídas a povos ainda anteriores aos BOCHIMANES, bem como os instrumentos de pedra da época Pré-Chelense, ou talvez aos próprios BOSQUÍMANOS, assim como algumas outras ainda na ÁFRICA MEDIDIONAL.

Os desertos do KALAÁRI e o do NAMIBE(NAMIB) são distintos, mas estão situados numa zona própria e por isso com condições climatéricas interdependentes. A causa da existência do deserto do NAMIBE é a "corrente fria de BENGUELA".
..........................................................
-- No Sudoeste de ANGOLA os Bantos distribuem-se em três grupos étnicos :

--- A) -- OVA-AMBO(AMBÓ) -- com as trbos de : - Balântu -- Cafimas -- Coluctsi -- Cualuthi -- Cuamátui -- Cuâmbi -- Cuanhama -- Dombondola -- Donga -- Eunda -- Gandjela -- Vales.

--- B) -- MBANGALA/HUMBIS -- compreendendo : OVA-MBANGALA(HUMBI) e afins : Nkumbi -- Donguena -- Hinga -- Cuâncuas -- Handas -- Quipungos(Typungu) -- Tylengue-humbi) -- e ainda os NHANECA(UANYANECA), com as tribos de Mwilla e Ngambwe.

--- C) -- HERERO (OVA-HELELO) - com as tribos de : Chimbuas -- Chavicuas -- Kuvales -- Dimbas -- Guedelengos -- Ndimbes -- Cuanhocas -- Tylengue-musós -- Cuandos -- Cuissis(?) e Hacavonas.

Esses BANTOS OCIDENTAIS terão chegado ao sul de ÁFRICA já no século XI, ou mesmo até ao século XVII ! Em ANGOLA encontram-se divididos em 10 grupos linguísticos, num total de 60 tribos. Os cinco principais grupos são : -- 1) - KIKONGO, ao norte e ao sul do rio ZAIRE(CONGO) e até ao rio CUANDO. -- 2) - KIMBUNDU, ao norte e sul(litoral) do rio CUANZA, até ao CONGO e MALANGE. -- 3) - UMBUNDO - no Planalto Central, do lioral até ao VIÉ(BIÉ). -- 4) -- LUNDA-KIOCO, uma faixa interior, da LUNDA norte, prolongando-se em cunha pelo CUBANGO. -- 5) - GANGUELA, do lioral sul aos planaltos da OYLLA, VIÉ e MOXICO.

== "...O subgrupo étnico-linguístico KIKONGO(QUICONGO) engloba os povos : Mucusso -- Pombo -- Muxicongo -- Mucongo -- Mussosso - Muzombo -- Maiaka e Mussorongo.." - (em "ANGOLA - Curso de extensão universitária - l963/4", do Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina, 1964 - pgs. 197/8 )

-- Dos restantes grupos,principais,ainda os : LUNJANECA -- LUNKUMBI --XIKUANJAMA e XINDONGA, todos do planalto da OYLLA e os TJIHERERO no BAIXO CUBANGO. Mas, o principal de todos grupos é o dos UMBUNDO, com cerca de um terço da população.

-- A origem dos BANTOS será talvez o resultado do cruzamento entre PRETOS do norte do EQUADOR e outros com os PIGMEUS e BOSQUÍMANOS.

-- "...Os povos de raça negra não têm história e a que como tal se intitula é baseada em meras hipóteses, à falta de fontes de informação"...
..."Parece não haver dúvidas que todos estes povos pertencem ao tipo "bantú",que, juntamente com o tipo "chilouk", foram os primeiros invasores "aditas" da raça negra que,segundo os monogeístas, do planalto da Pérsia -- do alto maciço asiático -- desceram,muitos séculos antes da nossa era, à Arábia,donde uns,contornando o Mediterrâneo, atingiram o Nilo pelo istmo de Suez,descendo por ele até à região elevada onde nasce o Branco, o Nilo Azul e outros,seguindo o vale do Eufrates e a costa do golfo Pérsico, alcançaram primeiro esta mesma região, atravessando o Mar Vermelho no estreito de Bab-el-Mandeb..." - ..."Os que penetraram por sueste na região montanhosa do leste de África, sofrem aqui a selecção, e, repelindo para o sul os contigentes inferiores, originam o tipo "bantu",cuja área de colonização abrange toda a região ocidental além do Zaire..." - "...Este movimento migratório é mais rápido, provocando lutas, pois que uns terceiros invasores, mestiços de raça branca e negra -- os segundos "aditas" -- provenientes da Arábia, mais fortes e melhor organizados que os seus antecessores "bantus", alcançam com facilidade os planaltos etiópicos..." - "...Aqueles invasores de raça negrítica, expulsaram do seu "habitat", segundo algumas opiniões,os autoctones,representados hoje por "bushmem" ou "boschjemans" e "hotentotes", havendo quem supunha estes últimos de raça amarela, rechassando-os para os desertos de Kalahári e representados,também, pelos : "ba-cassaqueres", "ba-cancalas","ba-cuisses" e, talvez, pelos "ackas" do equador a que se refere Schweinfuth, todos de pequena estatura,vivendo fragmentados e nómadas, dedicados à caça de que se alimentam juntamente com raízes e frutos de árvores silvestres"... (in "Relatório da coluna de operações aos bondos e sul da Jinga", no B.O. da Província - pg. 88 -, de ALBERTO DE ALMEIDA TEIXEIRA, transcrito na sua obra "ANGOLA INTANGÍVEL" - 1934 - pgs. 619 a 621) --
do site AngolaBrasil


Ver também AQUI

Sem comentários: